Moki Checklist

controle de inventário

Controle de Inventário: o que é, tipos e importância

O controle dos materiais que compõem o patrimônio de uma empresa é fundamental para o bom funcionamento das atividades, dos processos de produção e da cadeia de suprimentos em geral. 

Esse controle pode ser realizado tanto para as máquinas e os equipamentos fixos como também para o estoque, que envolve a rotatividade de produtos, ou seja, a entrada e saída de materiais.

De acordo com dados de um artigo publicado pela Associação Educacional Dom Bosco, os estoques representam de 20% a 60% dos ativos totais do patrimônio de uma empresa. 

Portanto, é extremamente importante realizar este acompanhamento, seja na rotina de atividades diárias como também em levantamentos maiores, que costumam ser realizados através do controle de inventário patrimonial.

Neste artigo veremos o que é inventário, quais são os tipos de controle e como esse processo todo pode ser útil para a gestão dos materiais de uma organização.

 Aumente a produtividade da sua empresa com o Moki!

O que é inventário?

O inventário nada mais é que um levantamento de bens materiais. Suas características e especificidades vão variar de acordo com os fins para o qual é destinado. 

Em inventários por ocasião de morte, por exemplo, são levantados os bens para fins de partilha entre os herdeiros. Já nas empresas, o objetivo é acompanhar o fluxo de materiais em estoque e ter o controle sobre o maquinário disponível, mantendo as informações patrimoniais em dia.

Os bens de uma empresa podem ser matérias primas, produtos a serem comercializados, máquinas e equipamentos que auxiliam nas atividades diárias, entre outros.  

No Brasil, o Conselho Federal de Contabilidade determina os padrões para a produção de inventário através das Normas Brasileiras de Contabilidade. Todas as empresas, independente do tipo de negócio, devem ter um Livro de Registro de Inventário.

Como funciona o controle de inventário?

como funciona o controle de inventário

O controle de inventário é realizado através de processos e métodos de levantamento de bens materiais que compõem o patrimônio da empresa. 

Entre esses processos, o que abrange mais etapas e complexidade é a gestão de estoque, por se tratar de um patrimônio dinâmico, onde o fluxo de entrada e saída deve ser acompanhado com rigor para que reflita a realidade física.

Na prática, o levantamento é basicamente “bater” a lista de materiais registrados com o que existe fisicamente na empresa. Porém, antes de dar início ao levantamento, dois fatores importantes devem ser levados em consideração: a periodicidade e o formato que se pretende trabalhar. A definição desses dois parâmetros é que vai nortear como será realizado o controle de inventário patrimonial.

Com relação à periodicidade, o controle pode ser:

Periódico

É quando se estabelece um período (mensal, semestral, anual, entre outros) para a realização do inventário. As organizações costumam realizar o inventário anualmente para atender à legislação contábil e produzir o Livro de Registro. 

Essa escolha garante um maior planejamento em função do espaço de tempo, mas também pode ocultar erros de rotina de controle, desvio de material, furtos, entre outros.

Cíclico ou permanente

É quando se estabelece um controle em tempo real, registrando a movimentação de estoque assim que ela acontece, evitando a não detecção de desvios no dia a dia da empresa e também a ruptura de estoque

Em geral, esse tipo de controle é executado por setores e possui uma equipe de profissionais treinados e destinados a esta função. Vale ressaltar que para realizar um controle desse tipo é necessário recorrer a soluções inteligentes, ou seja, softwares que auxiliam a gestão.

O controle periódico, portanto, pode ser mais bem planejado, no entanto o cíclico oferece mais eficiência na rotina de acompanhamento, além de ser menos custoso. Veja mais sobre as vantagens e desvantagens de cada um no vídeo abaixo.

Quanto ao formato, o controle pode ser:

Manual

Os funcionários fazem o batimento entre o catálogo de material e o que se encontra nas instalações físicas da empresa, percorrendo todos os setores para a verificação. Funciona apenas para empresas que possuem patrimônio pequeno e baixa rotatividade do estoque.

Planilha

As listas são reproduzidas em uma planilha, como o Excel, por exemplo, facilitando a coleta de dados e até mesmo leitores de barra. Porém, de qualquer forma, o processo de digitalização continua sendo manual, o que acaba impactando as operações e gerando dados inconsistentes.

Veja modelos de planilhas gratuitos que o Moki oferece!

Sistema de gerenciamento

Adotar um sistema para o controle de inventário é fundamental para garantir a confiabilidade dos dados, que não se perdem em listas ou reproduções manuais, e para automatizar funções como, por exemplo, gerar um pedido de compras a partir da baixa de estoque. 

Softwares de gestão operacional como o Moki podem ser a solução perfeita para um controle de inventário efetivo.

Quais são os dois tipos de controle de inventário?

Os inventários se desdobram em físicos (organização do material) e contábeis (valor do material). Vejamos as características de cada um deles.

Físico

O objetivo é garantir que o material registrado no sistema seja o reflexo do que realmente existe fisicamente. Caso algum desvio seja detectado é necessário realizar ajustes de acordo com as normas estabelecidas pela empresa.

Contábil

O objetivo é fazer o batimento entre o valor do estoque adquirido e o expedido. Para tal, é necessário que as referências dos materiais estejam em dia e checadas, se possível, com periodicidade no mínimo mensal.

Qual a importância do controle de inventário?

importância do controle de inventário

Esse é um processo extremamente importante não só pela acuracidade do estoque e manutenção de equipamentos como para atender às normas de produção do inventário. Vejamos os principais benefícios de um controle de inventário patrimonial efetivo:

Diminuição de custos

Quando se implementa um controle de inventário adequado às especificidades da organização, investindo em soluções inteligentes de gestão e treinamentos para os funcionários, o resultado mais imediato é a redução de custos. 

Essa redução se dá por conta da diminuição dos desvios ou da detecção antecipada que possibilita ajustes mais rápidos.

Manutenção regular de equipamentos

O acompanhamento do estado do maquinário é um desdobramento do inventário. Informações como idade do equipamento, status, funcionamento e, especialmente, a depreciação, são levantados ao longo do processo e permitem um planejamento muito mais ágil e eficiente de possíveis consertos ou ajustes que compõe a manutenção preventiva.

Diminuição do risco de perdas

Ao longo do tempo há o desgaste natural de máquinas e equipamentos, mas há também desvios, furtos, extravios, entre outras não conformidades, que aparecem quando se faz o batimento da lista de materiais registrados e o que existe de fato fisicamente. 

O controle de inventário reduz as chances desse tipo de ocorrência em função do acompanhamento periódico.

Tomada de decisões estratégicas

A adoção de ferramentas de gestão, seja uma metodologia ou um sistema, viabiliza a produção de dados mais confiáveis e inteligentes. No caso do inventário não é diferente, quando se tem informações consistentes sobre o estado dos materiais que compõem o patrimônio de uma empresa, os gestores possuem uma melhor visão para a tomada de decisões.

Melhor relacionamento com clientes

A relação com os clientes é um dos pontos mais críticos, senão o mais, que deve ser observado pelos gestores. 

Quando se estabelece um controle do estoque efetivo, incluindo levantamentos periódicos, controle de inventário e sistemas automatizados, reduz as chances de falhas e aumenta a satisfação dos clientes criando uma relação de confiança.

Quer receber conteúdos como este por e-mail?

Assine nossa newsletter!

Como o Moki te ajuda no controle de inventário da sua empresa?

Como já vimos ao longo do artigo, a adoção de um sistema que possibilite o gerenciamento das atividades é imprescindível para realizar um inventário efetivo. 

O Moki é um software que viabiliza a automatização dos processos operacionais e se consolidou como uma ferramenta de gestão que engloba princípios de Big Data e IoT para gerar dados confiáveis e inteligentes

Com isso, o levantamento de materiais pode ser mais dinâmico e eficiente, garantindo informações de qualidade e acesso móvel através do aplicativo Moki. Se você ainda não decidiu por um sistema de gestão que seja perfeito para o negócio da sua empresa, agora é a hora!

Com o Moki você pode realizar auditorias, inspeções e checklists. Produzir os mais variados relatórios, coletar dados e gerir planos de ação. Os checklists eletrônicos são extremamente úteis na rotina de controle dos processos. 

Auditorias e inspeções são fundamentais para atingir o objetivo de melhoria contínua, possibilitando a detecção mais rápida de falhas melhorando assim, o desempenho operacional.

A tecnologia associada à experiência em gestão oferece muitos benefícios para o seu negócio, otimizando e padronizando processos a fim de garantir maior confiabilidade nos dados e nos seus resultados. 

Nosso software facilita a visão do processo como um todo, auxiliando o trabalho dos gestores e contribuindo para os resultados da sua empresa!

Ilustração de um computador com uma tela cheia de gráficos e uma lupa em sua frente.

Solicite uma demonstração do Moki e descubra a melhor forma de fazer seu controle de inventário!

Conclusão

Todo o processo de controle de inventário exige dos gestores atenção especial já que estamos falando do patrimônio da empresa, dos ativos que vão se transformar em venda de produtos ou serviços e, consequentemente, em lucro para a organização. 

Além disso, a realização do inventário atende a legislação contábil e deve, portanto, apresentar dados confiáveis.

A adoção de um software que auxilia no levantamento, acompanhamento e geração de relatórios para a construção do inventário é um diferencial importante e influencia diretamente nos resultados de qualquer empresa. 

A decisão pelo sistema que melhor atende às especificidades da organização deve ser bem estudada e testada para que seja realmente eficiente e substitua de forma efetiva os processos manuais.

Gostou do post? Compartilhe!

0 0 votes
Article Rating
Inscreva-se
Notificar quando houver
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Pesquisar

Receba nossos conteúdos!

Receba nossos conteúdos!

Posts mais populares
Ninja faixa preta dando um chute no ar

Será que você tem uma operação faixa preta?

Faça um diagnóstico de maturidade gratuito e receba dicas para se tornar um ninja em seu negócio!

Siga nossas redes
Saiba mais
Rolar para cima