Moki Checklist

Como funciona SCM?

O que é SCM e como fazer a gestão da cadeia de suprimentos?

Pare e pense: quantos concorrentes diretos você possui? Se destacar no mercado de vendas não é fácil. 

É preciso otimizar bastante as tarefas diárias e, ao mesmo tempo, olhar com mais atenção para o valor gerado ao cliente. 

O primeiro passo para conseguir esses pontos é compreender o conceito de SCM e como aplicá-lo à gestão de sua operação.

Neste conteúdo vamos abordar tudo sobre o tema. Veja o que, especificamente, você vai encontrar por aqui: 

Boa leitura, aproveite todas as informações e dicas! 


O que é Supply Chain Management (SCM)?

Supply Chain Management (SCM), traduzido para a nossa língua, quer dizer Gestão da Cadeia de Suprimentos. Mas, afinal, o que isso significa na prática? 

No dia a dia, a gestão faz a integração de todos os recursos disponíveis na empresa, como produtos, serviços, uso de tecnologias, além dos dados sobre o próprio andamento dos negócios. 

Integrar, nesse sentido, quer dizer otimizar processos, reduzir custos e, principalmente, gerar diferencial competitivo no mercado. 

Vale ressaltar que o resultado disso é, também, a possibilidade de aumentar os interesses dos clientes. 

Diante de tantas vantagens, é impossível não querer explorar mais o SCM, concorda?
 

Objetivos da Gestão da Cadeia de Suprimentos 

Para que serve SCM Supply Chain Management?

Depois de saber o que é SCM, podemos nos aprofundar nos objetivos desse tipo de gestão. 

Como dissemos, no parágrafo anterior, o SCM ajuda as empresas a otimizarem os processos de trabalho e a gerarem maior valor aos clientes, enquanto integram todos os recursos dos negócios. 

Além disso, há outras vantagens. Veja quais são elas: 

Possibilidade de mitigar riscos

Mitigar ou reduzir custos, essa é mais uma das vantagens do Supply Chain Management. 

Na tarefa de otimizar os processos, também existe a preocupação em eliminar gastos desnecessários

É por isso que os profissionais precisam sempre encontrar maneiras de reduzir os custos, por exemplo, com estoque e distribuição de mercadorias. 

Nesse sentido, você pode verificar se não há, por exemplo, um meio de transporte mais econômico para fazer as entregas de produtos às unidades de vendas. 

Ou, ainda, aproveitar a tecnologia de um software para evitar estocar um número excessivo de insumos. Afinal, eles podem perder a validade e, consequentemente, causar prejuízos. 

Melhor integração e comunicação no ambiente de trabalho

E se olharmos ainda mais de perto para esse tipo de trabalho, podemos notar que a SCM melhora a comunicação e a sincronia entre todos os profissionais e equipes. 

Afinal de contas, ela propõe que haja a verdadeira integração entre recursos e tarefas. Ou seja, as pessoas acabam por abandonar a ideia de que existe uma área mais importante do que a outra na empresa. 

Maior flexibilidade à empresa 

Não é novidade que vivemos em um mundo extremamente volátil e incerto. As exigências do mercado, por exemplo, podem mudar a qualquer momento. 

Ao mesmo tempo, sempre tem empresas novas chegando e, muitas delas, trazem ideais e ações inovadoras. 

Pensando em tudo isso, fica evidente o quanto é essencial ter a mente aberta e muita flexibilidade para se adaptar às transformações e não ter medo de inovar, também. 

Pois bem! O SCM também traz essa aptidão de analisar cenários e processos internos e identificar gargalos e oportunidades de melhoria.


Supply Chain Management (SCM): como fazer na prática

O próximo passo, então, é entender como usar a Supply Chain Management no dia a dia. 

Para ter sucesso, siga os passos que listo abaixo: 

Profissionais e equipes qualificados 

Impossível falar sobre integração e fluxo de recursos empresariais sem citar o capital humano. 

Afinal, na rotina, são os profissionais e equipes que “colocam a mão na massa” e fazem tudo acontecer. 

Pensando nisso, foque na construção ou reformulação de um time de RH (Recursos Humanos) forte e apto para contratar outros excelentes especialistas em logística, marketing, administração, transporte, etc. 

Monitores métricas do transporte

Lembra que uma das vantagens da SCM é reduzir custos, e que a parte de transporte de produtos está ligada a isso? 

Mas, não há como aplicar melhorias na distribuição de produtos, sem fazer uma análise das tarefas, primeiramente. 

Então, faça o levantamento dos indicadores de desempenho da parte de transporte. Dois deles podem ser: tempo de entrega e prazo de entrega. 

Controle de equipes externas

Quando falamos de SCM, o trabalho vai muito além do ambiente da empresa. Pense: você também tem profissionais trabalhando na rua, como os próprios entregadores de produtos. 

Ter acesso à produtividade dessas pessoas também é algo extremamente importante, sem isso, não dá para ter a noção de como é possível otimizar os processos. 

Sendo assim, busque, por exemplo, um software de gestão que mostre o status de trabalho, mesmo de quem não está no mesmo ambiente que você. 

>> Saiba mais: Serviços Externos: como fazer a gestão de equipes de campo

Ilustração de um computador e de um celular em suas respectivas telas de checklist.

Transforme sua operação externa com o Moki! Saiba mais em nosso site!

Investimento em marketing e em vendas

SCM realmente é integração de trabalho, ou seja, não basta pensar em como estocar e distribuir produtos.

Também há a tarefa de melhorar o marketing da empresa para que os clientes tomem conhecimento de lançamentos, promoções, ofertas e afins. 

Na mesma lógica, existe a necessidade de olhar com mais atenção para as ações de vendas. 

Como será que é possível, por exemplo, aumentar o número de comercializações em datas sazonais ou mesmo em períodos “comuns” do ano? 

Dicas para uma gestão mais eficiente da cadeia de suprimentos

etapas da cadeia de suprimentos

Além dos pilares que citamos anteriormente, existem mais algumas dicas para quem quer apostar na cadeia de gestão de suprimentos. Confira: 

Conte com auxílio tecnológico

A integração SCM também conta com a participação da tecnologia. Dessa forma, é preciso sempre pensar e aplicar inovações tecnológicas para o trabalho. 

Você já pensou em usar, por exemplo, um software para as operações de logística

Saiba que, nesse tipo de ferramenta, é possível desde acompanhar toda a rota de distribuição das mercadorias até analisar os indicadores de desempenho

Moki: software completo para gestão eficaz da cadeia de suprimentos! Entre em contato e conheça!

Mapeie os processos

Mais um passo importante, para ter sucesso com SCM, é mapear processos. Faça um levantamento de todas as tarefas que as equipes praticam, atualmente. 

Com isso, fica muito mais fácil entender quais são os gargalos e, consequentemente, as oportunidades de otimização da empresa. 

Se atente à gestão de estoques

Mais uma vez: vale reforçar a gestão de estoque. Para isso, marque absolutamente todas as entradas e saídas de insumos ou produtos. 

Além disso, também é muito importante fazer um inventário, ou seja, a contagem de itens e a checagem do número obtido com os registros no sistema eletrônico. 

Outro passo importante necessário é integrar a área de estoque com outros times, como o de compras. 

Afinal, para fazer novas aquisições de insumos, no tempo correto, é necessário saber se o estoque está mesmo com espaço o suficiente para armazenar novas mercadorias. 

É claro que todas essas tarefas demandam um tempo e uma dedicação bem grandes, mas vale dizer que, com um bom software, é possível otimizar as tarefas. 

Quer receber conteúdos como este por e-mail?

Assine nossa newsletter!

Qual é o futuro do Supply Chain? Veja as principais tendências

Para fechar este conteúdo com chave de ouro, separamos duas grandes tendências ligadas à Supply Chain. Você já tem algum palpite sobre quais são elas? 

A primeira trata-se da sustentabilidade. Sim, são muitos os desafios que a sociedade enfrenta para poupar o meio ambiente e os recursos naturais. 

É claro que as empresas também têm um papel importante nessa força-tarefa. 

Como sugestão, é possível apostar somente em insumos que apenas façam o uso consciente de recursos naturais ou que, de repente, usem matérias-primas recicláveis. 

Fora isso, também é válido pensar em meios de transporte, para a distribuição de produtos, que emitam menos gases poluentes.  

Já a segunda tendência é a computação em nuvem. Foi-se o tempo em que profissionais precisavam anotar tudo em papéis. 

O ideal, hoje em dia, é usar a computação em nuvem para arquivar todo o tipo de dados dos produtos, vendas, entregas, indicadores de sucesso, metas e tantas outras informações essenciais. 

Esse tipo de tecnologia é excelente porque abre espaço para a praticidade e, também, segurança dos dados. Sem contar que os profissionais podem acessar as informações a qualquer hora e lugar. 

Conclusão

Neste conteúdo, você pôde conhecer ou, ainda, se aprofundar no assunto de SCM (Supply Chain Management), traduzido como Gestão da Cadeia de Suprimentos. 

Dentro desse universo, a tarefa é integrar e otimizar todos os processos que envolvem suprimentos e recursos, no geral, da empresa. 

Para ter sucesso na empreitada, sugerimos que você tenha equipes eficientes, faça uma boa gestão de estoque, aposte em estratégias de marketing e vendas e use bastante as tecnologias. 

Só assim é viável fazer uma integração de verdade. 

Além disso, fique por dentro das principais tendências de gestão estratégia, como a sustentabilidade e o uso de computação na nuvem. 

Também não deixe de conferir como o Moki Checklist pode te ajudar em todos esses aspectos! 

Leia também:

Gostou do post? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
0 0 votes
Article Rating
Inscreva-se
Notificar quando houver
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Pesquisar

Receba nossos conteúdos!

Receba nossos conteúdos!

Posts mais populares
Ninja faixa preta dando um chute no ar

Será que você tem uma operação faixa preta?

Faça um diagnóstico de maturidade gratuito e receba dicas para se tornar um ninja em seu negócio!

Siga nossas redes
Saiba mais
Rolar para cima