Com o intuito de agilizar processos e eliminar o risco de erros, o Moki oferece a possibilidade de identificação por leitura de óptica. Essa, é uma poderosa ferramenta para identificação de máquinas/equipamentos ou unidades/locais. Ela  evita erros de digitação de código de produtos e torna as tarefas mais ágeis.

Tipos de Identificação:

Para unidades

O leitor de código de barras pode ser usado para acessar uma nova avaliação em uma unidade específica. É possível fazer uma busca pelo nome ou escanear o código da unidade diretamente do QR Code e do código de barras. Assim que identificar e selecionar a unidade procurada, é só abrir o checklist desejado e começar o preenchimento.

Para equipamentos

Para identificar um equipamento pelo código de barras, basta escanear a placa de identificação do equipamento, depois, é só escolher o checklist ou a ordem de serviço (OS) que deseja abrir. 

Para check-ins

Para realizar um check-in em qualquer unidade, basta escanear o código de barras da unidade no Moki quando chegar. Além de fazer a leitura, o aplicativo captura automaticamente as suas coordenadas GPS e identifica a unidade em que está sendo feito o check-in. Se precisar fazer algum registro, é possível incluir fotos ou comentários na barra inferior.

Em todas as situações citadas acima, a leitura do código de barras pode ser opcional ou pode ser configurada como obrigatória. Sendo obrigatório, o check-in só ficará disponível após a identificação feita pelo QR code.

A leitura óptica pode ser usada também como uma chave para consultar a base de dados, estoques, preços e listagens de fornecedores e clientes. Pode, inclusive, ser utilizada na realização de inventários, incluindo contagem, controle de estoque e cruzamento de estoque físico x sistema.

Confira o passo a passo no vídeo!