Conheça as principais mudanças no comportamento do consumidor em tempos de COVID-19

Esqueça tudo que você sabe sobre vendas e atendimento ao consumidor. Desde o início da pandemia do novo coronavírus, todas as informações sobre esse assunto ficaram obsoletas. As condições trazidas pelo COVID-19 transformaram as formas de fazer negócios. Aceleraram mudanças na organização do varejo e também na maneira com que as pessoas decidem gastar dinheiro e a tendência é que isso continue, mesmo após o fim deste período.

A começar pelo valor do ticket médio. De acordo com uma pesquisa feita pelo Google em março, cerca de 70% dos brasileiros perderam renda com o avanço da pandemia. Por esse motivo, passaram a comprar menos, deixando de lado itens supérfluos e trocando marcas mais caras por opções mais baratas.

Outro comportamento que veio para ficar é o consumo online. Com o isolamento social, as famílias estão optando por fazer pedidos via WhatsApp, aplicativos de entregas ou através de e-commerce. A prova disso é o crescimento de 82% do comércio eletrônico no país em relação ao ano passado.

Para quem prefere fazer compras presencialmente, alguns fatores se tornaram essenciais como: limpeza constante dos estabelecimentos, uso de equipamentos de proteção dentro das lojas, gôndolas cheias, promoções personalizadas e controle de entrada na porta para evitar aglomerações na área interna.

Através do Moki, empresários de todo o país têm conseguido analisar seu fluxo de vendas, as preferências dos clientes e gerar insights sobre as melhores formas de manter seu faturamento em meio à pandemia. Além disso, os times também estão conseguindo se organizar para oferecer um atendimento cada vez melhor para seus clientes e fornecedores.

Algumas dessas mudanças vieram para ficar. E a Moki está pronta para ajudar a sua empresa a crescer neste cenário de incertezas, cruzando seus dados e te ajudando a obter insights valiosos sobre o seu negócio.